Estudo promissor: SMS previne diabetes em mais de 1 milhão de pessoas na Índia

24 ago

Pesquisa bilateral, Estados Unidos/Índia, mostrou que mais de 40% das pessoas que receberam as mensagens pelo celular conseguiram melhorar sua saúde em comparação com os que não as receberam

Receber mensagens via SMS lembrando da necessidade de se incluir legumes e vegetais na alimentação, evitar gorduras e açucares e oferecendo dicas de exercícios se mostrou eficaz para melhora da saúde e prevenção do diabetes na Índia, considerado um problema de saúde pública no País. Enviando SMSs com esses temas para um milhão de indianos, a Universidade de Northwestern, dos Estados Unidos, em conjunto com a ONG indiana Arogya World, descobriu, em uma amostragem com cerca de mil pessoas, que quase 40% delas conseguiram realmente modificar seus hábitos e melhorar sua qualidade de vida se comparado ao outro grupo que não recebeu as mensagens.

Os pesquisadores enxergaram nesses resultados o grande potencial do envio de mensagens texto para atuar diretamente na prevenção de doenças não transmissíveis, principalmente o diabetes, mal que já afeta mais de 400 milhões de pessoas no mundo e que é considerado um problema de saúde pública, matando 1 milhão de pessoas só na Índia. “Isso mostra como os mais básicos celulares podem ser utilizados como ferramenta viável para dar acesso a informações de saúde pública em grande escala e para uma população diversificada”, afirmou Angela Fidler Pfammatter, professora pesquisadora assistente da Universidade de Northwestern, para o jornal indiano ‘The Financial Express’.

Mensagens de texto têm auxiliado diferentes países no combate a disseminação de epidemias, como com o Ebola no Senegal, e também na prevenção de doenças, como confirmou outro estudo realizado nos EUA que melhorou a condição asmática entre adolescentes. “Doenças crônicas não transmissíveis são um dos principais desafios em saúde neste século, e demandam por soluções comprovadamente eficazes, simples e de baixo-custo que possam ser facilmente implementadas para a população”, explicou Nalini Saligram, fundador e CEO da Arogya World, também para o ‘The Financial Express’ . “E você só precisa de um celular básico para gerar um grande impacto”, concluiu Pfammatter.

Não foi apenas na Índia que esses resultados apareceram, estudos com a mesma finalidade, de verificar a eficácia em prevenção do diabetes via SMS, também foram realizados no Congo, Camboja e Filipinas (leia mais aqui)  e ainda na Espanha (aqui), nos Estados Unidos, Nova Zelândia  e muitos outros mundo afora. No Brasil, onde 500 novos casos de diabetes são diagnosticados todos os dias – e cerca de 10% da população é diabética -, já existe a aplicação em larga escala de envios de SMS para prevenir doenças e estimular mudanças de comportamentos para melhora da qualidade de vida, serviço oferecido  pela Tá.Na.Hora, empresa pioneira em monitoramento e gerenciamento de crônicos por meio digital.

Para Saber Mais

Confira alguns estudos sobre SMS e prevenção do Diabetes, em inglês:.

2 thoughts on “Estudo promissor: SMS previne diabetes em mais de 1 milhão de pessoas na Índia

  1. Fantástica a iniciativa! Parabéns! Os desafios na prevenção do Diabetes são imensos, barreiras emocionais, culturais, estruturais e financeiras… Mas estamos aí! Lutando contra os moinhos de vento… Que bom que ideias novas estão surgindo para vencermos um dia essa batalha!
    Dra. Antonela

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *